Reforma e Construção 21/03/2018  

Como fazer contrapiso: confira as melhores dicas para cada etapa

Muitas pessoas têm vontade de planejar obras ou reformas, mas acabam abandonando a ideia por achar que o processo como um todo é excessivamente complicado. Por isso, neste texto, vamos simplificar um procedimento bastante comum em uma obra, explicando as diferentes etapas de como fazer contrapiso.

A importância do contrapiso

O contrapiso é uma camada intermediária de argamassa entre a estrutura de uma construção e o revestimento do piso. Composto de água, cimento e areia, seu traço é de, geralmente, uma medida de cimento para quatro de areia (1:4).

Ele tem a função de nivelar e regularizar o solo ou a laje de concreto antes da aplicação do acabamento. É como se ele cumprisse o mesmo papel do emboço, camada que fica entre o chapisco e o reboco de paredes e muros. Sem o contrapiso, não é possível instalar o piso da forma mais adequada e a resistência do conjunto fica comprometida, originando trincas e desplacamento.

homem na construção obra usando EPI assentando concreto

O contrapiso tem a função de nivelar e regularizar o solo antes da aplicação do acabamento.

Em ambientes úmidos, como banheiros, cozinhas e áreas de serviço, o contrapiso é capaz de proporcionar o caimento necessário, isto é, a inclinação no nível do piso, o que faz com que a água seja direcionada até o ralo de forma mais eficiente.

Como fazer contrapiso?

O primeiro passo é preparar a argamassa manual ou mecanicamente. Misture o cimento e a areia (de preferência média e peneirada para eliminar impurezas) até alcançar uma consistência uniforme. Acrescente água aos poucos para obter uma massa mais ou menos úmida. Para saber o ponto certo, aperte a quantidade de uma mão cheia e veja se ela escapa pelo dedos. Se isso não acontecer, a argamassa está pronta.

Em seguida, faça a limpeza do local de aplicação, que não deve ter restos de argamassa ou concreto nem detritos de substâncias como óleo, graxa, cola ou pedaços de madeira. Use ponteiro, marreta e vassoura para deixar o espaço totalmente livre de sujeiras e resíduos.

taliscas no concreto

Taliscas são peças cerâmicas, em forma de placa retangular ou quadrada, feitas em geral de cacos de bloco cerâmico que têm a função de delimitar a espessura do contrapiso. Foto: Nosso canto, nosso jeito.

Fixe taliscas nos cantos da superfície para delimitar a espessura do contrapiso e deixe-as niveladas (foto acima). Lembre-se de que o nível deve ser o mesmo em todos os cômodos da construção. Dependendo do local, faça com que alguns pontos sejam mais altos ou baixos para possibilitar o caimento da água.

Depois, execute as mestras (marcação feita com argamassa e taliscas), preenchendo com argamassa o espaço entre duas ou mais taliscas que estiverem na mesma direção. Com o auxílio da régua de alumínio, deixe-as no mesmo nível e devidamente compactadas. São elas que servirão de referência para todo o preenchimento do contrapiso. Após isso, retire as taliscas.
Com a ajuda de uma broxa, deixe a base umedecida e polvilhe um pouco de cimento com uma colher de pedreiro na quantidade de 0,5 kg por m². Espalhe com vassoura para obter uma película de nata de cimento que vai garantir a aderência entre a base e o contrapiso.

Finalmente, aplique a argamassa e realize a compactação com uma enxada ou um soquete. A próxima etapa é o sarrafeamento que vai regularizar a superfície: apoie a régua sobre as mestras e faça movimentos de vaivém para “cortar” a argamassa até atingir o nível marcado anteriormente.

Homem fazendo contrapiso com EPI usando regua

O processo de sarrafeamento com a régua é feito para regularizar a superfície.

Se o revestimento final for cerâmico, use uma desempenadeira de madeira para deixar o acabamento mais áspero. Porém, se for do tipo carpete, o ideal é utilizar uma desempenadeira de aço para que o resultado fique ainda mais liso.

Quando terminar, basta respeitar o tempo da cura de 28 dias para instalar o piso. Durante esse período (que pode ser menor caso sejam usados aditivos), impeça o tráfego de pessoas para evitar o esfarelamento da superfície. Não se esqueça de umedecer o contrapiso durante esse período, para evitar trincas ou fissuras e diminuir sua retração.

Seguindo esses passos, seu contrapiso vai ficar de primeira. E, se você é o dono da obra, não esqueça de contratar um profissional especializado para fazer o serviço.