Reforma e Construção 16/08/2018  

Concreto bombeado: quais cuidados tomar em uma construção?

O uso do concreto bombeado é bastante comum em obras em que as distâncias são longas, quando é preciso fazer o lançamento de um grande volume de concreto em pouco tempo e nas construções em alturas muito elevadas. Porém, é preciso ter cautela com a composição da mistura e com o tipo de bomba. Saiba mais sobre o assunto aqui.

O uso da bomba para aplicação do concreto é uma alternativa para facilitar algum processo. Fonte: Viva Decora

Em várias construções, o uso da bomba para aplicação do concreto é uma alternativa para facilitar algum processo. Essa ação gera economia de tempo, redução dos custos com mão de obra e equipamentos e aumento da produtividade. Logo, não é difícil perceber a importância dessa atividade para os mais diversos projetos e obras. Neste artigo, vamos explicar um pouco mais sobre o concreto bombeado, citando alguns cuidados que os profissionais técnicos devem ter ao trabalhar com ele.

O que é exatamente concreto bombeado

O concreto bombeado é aquele que pode ser transportado por meio de tubos rígidos ou mangueiras flexíveis até o local onde será manipulado, principalmente locais de difícil acesso. Para isso, é usada uma bomba de alta potência, dispensando o uso de carrinhos de mão, guinchos ou gruas.

Esse tipo de concreto é imprescindível quando as distâncias em uma obra são longas e também em casos de construções em alturas muito elevadas (por exemplo, grandes edifícios). Ele também serve para os casos em que é necessário realizar o lançamento de um grande volume de concreto em um período de tempo muito curto.

Há basicamente quatro fatores que merecem atenção quando se lida com o concreto bombeado: sua consistência, o tipo correto de bomba, a preparação adequada do canteiro de obras e a execução do procedimento em si.

Cuidados com a composição do concreto

Existem alguns cuidados específicos que devem ser tomados em relação à composição do concreto. Fonte: Concrezac

O concreto bombeado deve ter uma consistência fluida para não haver problemas de deslocamento dentro do tubo. O objetivo é reduzir ao máximo o atrito e evitar a formação de grumos (ou caroços).

Basicamente, quanto mais alto for o local de lançamento, mais fluidez o concreto deverá apresentar. Essa consistência pode ser alcançada diminuindo o diâmetro do agregado graúdo (usando Brita 0 no lugar da Brita 1, por exemplo) ou utilizando aditivos minerais e superplastificantes capazes de acentuar essa característica.

Porém, ao deixar o concreto mais fluido, é inevitável que a retração seja aumentada isto é, há uma diminuição considerável de seu volume. A única solução é dar atenção especial à cura do material para evitar a perda rápida de água.

Cuidados com o tipo de bomba

Existem alguns cuidados importantes que devem ser tomados com cada tipo de bomba de concreto. Fonte: Concreserv

A bomba consiste na alternância de dois pistões que realizam, de forma independente, os processos de recebimento e expulsão do concreto vindo da betoneira. Os tipos mais usados são:

  1. Bomba Lança: indicada para alturas relativamente menores que podem ser alcançadas por mastros de distribuição. Com movimentos de até 360°, a bomba lança é transportada sobre o caminhão, acoplada ao chassi e conectada à betoneira.
  2. Bomba Estática: seu grande diferencial é a capacidade de atingir alturas inacessíveis a outros tipos de bombas. Ela é transportada para o canteiro de obras e permanece fixa até a execução do serviço. No lugar do mastro de distribuição são usadas tubulações de material sintético ou metal, com diâmetro entre 3 e 5 polegadas, por onde o concreto vai passar.
  3. Bomba de Mangote: esse tipo aparece mais em pequenas construções, quando é necessário preencher com concreto lajes residenciais, vigas e contrapisos. Sua potência, raio de ação e rapidez de lançamento são menores em comparação com outros tipos de bombas.
  4. Autobomba: é semelhante à bomba estática, mas pode ser acoplada em cima de um caminhão apropriado para esse fim.
  5. Betobomba: quando a bomba lança é acoplada no próprio caminhão betoneira. Ideal para lançamento de pequenos volumes (até 8 m³ de concreto).

Cuidados no canteiro de obras

A dica aqui é deixar o canteiro organizado para que cada elemento tenha um lugar apropriado e a concretagem possa ser realizada sem problemas. Delimite com antecedência a área onde a bomba ficará posicionada e verifique os horários em que a circulação e o estacionamento de caminhões são permitidos no local da obra.

É importante planejar tudo com muita atenção para diminuir custos. A bomba, por exemplo, deve ficar bem próxima ao local de aplicação do concreto para que os transtornos com o excesso de tubulação sejam minimizados.

Cuidados com a execução do serviço

Siga corretamente as diretrizes para a execução do serviço. Fonte: Concrelit

Em primeiro lugar, tenha certeza de que o Fck (resistência característica à compressão), slump e volume de concreto a ser usado estão corretos. Essas informações estão na Nota-Fiscal que acompanha a carga. Verifique também se a bomba está funcionando perfeitamente – limpá-la bem é fundamental para isso.

Lubrifique a tubulação, introduzindo um saco de cimento e água no mecanismo e retire essa mistura quando ela chegar ao local de aplicação. Durante o procedimento, é fundamental manter um bombeamento constante. Se o lançamento demora demais a ocorrer ou sofre interrupções inesperadas, o concreto endurece e sua trabalhabilidade é prejudicada.

Por fim, a comunicação da equipe deve ser frequente, principalmente entre o operador da bomba e os profissionais situados na área de concretagem. Todos precisam saber como está a fluidez do material e a hora certa de interromper sua subida.

Sempre é bom lembrar que não se deve adicionar água ao concreto, em volume acima do permitido. Portanto, consulte sempre o departamento técnico da concreteira antes de executar qualquer correção na plasticidade do concreto.

Com a devida precaução e assistida por profissionais técnicos que sabem o que estão fazendo, uma obra pode se beneficiar muito do concreto bombeado. Gostou de saber mais sobre esse procedimento? Já precisou realizá-lo em alguma construção? Conte pra gente nos comentários!