Cimento 15/05/2018  

Confira as características dos diferentes tipos de brita

A brita tem muitas aplicações e diferentes tipos indicações para cada situação. É utilizada desde na fabricação de concreto até a construção de grandes edificações e obras como barragens e ferrovias. Para conhecer cada tipo de brita e onde devem ser utilizados, leia o artigo que preparamos a seguir.

A brita é utilizada em diversas obras importantes, como na pavimentação de rodovias e na construção de barragens e ferrovias.

A construção civil abriga uma ampla variedade de projetos, e a brita é indispensável para a maior parte deles. Esse material é utilizado na fabricação de concreto, na pavimentação de rodovias e na construção de edificações e grandes obras, como barragens e ferrovias. São muitas aplicações e diferentes tipos de brita indicados para cada situação. Para conhecê-los, leia o artigo que preparamos a seguir.

A origem da brita

Quando rochas duras e maiores, como calcário, gnaisse, basalto e granito, são extraídas por meio de processos de perfuração ou explosão, seus fragmentos passam pela trituração e peneiramento industrial. O resultado desse processo é a brita, cujo desempenho dependerá muito das propriedades geológicas da rocha de origem, como composição química, resistência mecânica, textura e tendência à degradação. A brita de calcário, por exemplo, não suporta atrito em excesso e pode desgastar facilmente. Logo, não é recomendada para pavimentos e pisos industriais deve ser substituída por granito, gnaisse ou basalto.
No canteiro de obras, as britas são encomendadas seguindo as especificações desejadas. Cada um dos tipos pode ser usado separadamente ou em conjunto.

Os tipos de brita

As britas são classificadas de acordo com sua granulometria, isto é, existem diferentes tamanhos de grãos com finalidades específicas. Confira os tipos definidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e pelo Ministério de Minas e Energia (MME).

Pó de brita (malha de até 4,8 mm)

O pó de brita é muito utilizado em calçadas e na fabricação de pré-moldados, já que dá maior facilidade de modelagem.

Devido à sua textura bastante fina, o pó de brita é fácil de ser moldado e pode ser empregado em calçadas e asfaltos, na fabricação de pré-moldados e na confecção de argamassa para assentamento e emboço. O pó de brita também serve como estabilizador de solo na construção do contrapiso. Desde que bem controlado, o pó de brita deve ser utilizado no concreto para aumentar sua resistência.

Brita 0 ou pedrisco (malha entre 4,8 mm e 9,5 mm)

A brita 0 também é conhecida como pedrisco e é a matéria-prima de blocos de concreto, por exemplo.

O pedrisco, que também tem dimensões pequenas, é utilizado na produção de vigas e vigotas, lajes pré-moldadas, blocos de concreto para construção e fundação, além de tubos, bloquetes, paralelepípedos, manilhas e chapiscos.

Também é utilizado em concretos para estruturas com grande taxa de armação ou de pequena espessura, além de concretos mais fluidos (concreto auto-adensável).

Brita 1 (malha entre 9,5 mm e 19 mm)

A brita 1 é o tipo mais usado pelas construtoras.

A Brita 1 é a mais usada pelas construtoras e aparece em vários processos de obras de grande porte, como prédios, pontes e espaços comerciais. Seu tamanho é o dobro da Brita 0, tornando-a ideal para a fabricação de concreto para colunas, vigas e lajes.

Brita 2 (malha entre 19 mm e 25 mm)

Quando há necessidade de um concreto extremamente resistente para construções que precisam suportar mais peso, a Brita 2 é a mais recomendada. Ela é um dos componentes do concreto bruto e faz parte das fundações e dos pisos de maior espessura.

Brita 3 (malha entre 25 mm e 50 mm)

Por ser maior, a brita 3 não é usada em processos normais de construção, mas em obras de base, como aterramento, nivelamento ferroviário e na instalação de drenos.

Por possuir uma dimensão maior, essa brita é pouco usada na fabricação de concreto e aparece mais em obras de aterramento, instalação de drenos e nivelamento de linhas férreas. Além disso, é grossa o suficiente para reforçar o subleito de rodovias em que há tráfego intenso.

Brita 4 (malha entre 50 mm e 76 mm) e Brita 5 (malha entre 76 mm e 100 mm)

Esses dois tipos de brita, também conhecidos como pedra de mão, possuem aplicações bem específicas por conta de suas dimensões. Assim como a Brita 3, as britas 4 e 5 também atuam como reforço de subleitos e lastro ferroviário. Elas podem ser usadas ainda em fossas sépticas, gabiões, sumidouros, tubulões e Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs).

Há diferentes tipos de brita e cabe aos responsáveis pela obra decidirem qual deles garantirá os melhores resultados. Gostou do artigo? Tem algum conhecimento sobre o tema para compartilhar? Deixe seu comentário!