Reforma e Construção 19/10/2018  

Reboco de parede com argamassa ou gesso: qual a melhor opção?

Na hora de construir ou reformar, é importante avaliar com cuidado as opções de reboco que o mercado oferece, isto é, feito com argamassa ou com gesso.

Na hora de construir ou reformar, é importante avaliar com cuidado as opções de reboco que o mercado oferece, isto é, feito com argamassa ou com gesso.

Uma construção, por menor e mais simples que seja, sempre tem várias possibilidades. Por isso, muitas vezes é difícil decidir qual método ou material utilizar. Quando terminamos a alvenaria e precisamos lidar com o acabamento de uma parede, por exemplo, surge o questionamento: qual a melhor opção de reboco? Com argamassa ou gesso? Para tirar suas dúvidas, confira as características de cada uma dessas opções de reboco de parede.

Reboco de parede com argamassa

Ao fazer a escolha de trabalhar com a argamassa, deve-se colocar três camadas de revestimento na parede: o chapisco, distribuído em contato direto com os tijolos ou blocos, o emboço, que tem a função de nivelar o chapisco, e o reboco, que impermeabiliza a superfície e melhora seu aspecto. Esse é o procedimento mais comum seguido pelos profissionais técnicos da obra.

Vantagens

Por ser uma massa de cimento, areia e cal, a argamassa é bastante resistente e oferece mais durabilidade para a construção. Essa massa tem a capacidade de formar uma camada uniforme e sólida que suporta a ação da água e protege contra infiltrações. Por isso, é ideal para áreas externas, que estão em contato frequente com chuvas, e outros lugares úmidos da casa, como cozinhas, banheiros e áreas de serviço.

O reboco com argamassa também cria uma excelente acústica para o espaço, ameniza a temperatura de ambientes internos e pode ser furado para instalação de estantes, quadros e outros objetos.

Algumas pessoas consideram que esse tipo de reboco não fica tão bonito visualmente, mas é bom lembrar que ele permite diversos acabamentos, como pintura direta, massa corrida, grafiato, papel de parede, pedra etc.

O reboco de argamassa forma uma camada uniforme e sólida que suporta a ação da água e protege contra infiltrações, sendo ideal para áreas externas e outros lugares úmidos da casa.

O reboco de argamassa forma uma camada uniforme e sólida que suporta a ação da água e protege contra infiltrações, sendo ideal para áreas externas e outros lugares úmidos da casa.

Outra vantagem de fazer o reboco com a argamassa é que, hoje em dia com a argamassa estabilizada, que conta com aditivos químicos especiais, para aumentar a vida útil do produto, já é possível utilizar o material por até 48 horas.

Geralmente esse tipo de argamassa é fornecido por concreteiras ou empresas específicas.

Uso da argamassa estabilizada na construção civil. Fonte: Tecnotri

Uso da argamassa estabilizada na construção civil. Fonte: Tecnotri

Desvantagens

Caso não seja feito corretamente, o reboco de argamassa pode ser prejudicado com o aparecimento de trincas. Outros fatores que muitos veem como desvantagens são o custo final elevado da construção, pois as três camadas de revestimento demandam um tempo maior e o processo envolve mais materiais e mão de obra. Como você verá abaixo, existe uma alternativa mais econômica do que a argamassa.

Reboco de parede com gesso

Diferentemente da argamassa, que necessita que a parede esteja preparada com chapisco, emboço e reboco, o gesso pode ser aplicado diretamente nos tijolos ou blocos quando a estrutura estiver aprumada e dentro do esquadro.

Vantagens

O custo da obra com o gesso é menor, porque não há tanto consumo de material e existem menos etapas de execução, o que faz com que a aplicação seja muito mais rápida e prática. Para quem quer economizar tempo e dinheiro, essa é uma ótima opção.

O gesso consegue dar um bom acabamento à parede, cobrindo-a totalmente e formando uma superfície lisa, uniforme e sem irregularidades. Se você deseja um design diferenciado e moderno, o material também serve para criar peças decorativas, como cortineiros e sancas com spots de iluminação embutidos ou fitas de LED.

A opção pelo reboco com gesso é mais rápida, mais prática e também de menor valor, já que o consumo de material é menor e existem menos etapas na execução.

A opção pelo reboco com gesso é mais rápida, mais prática e também de menor valor, já que o consumo de material é menor e existem menos etapas na execução.

Desvantagens

A massa de gesso é formada apenas de gesso e água, o que a deixa bem menos resistente do que a argamassa com cimento. Não é raro ver trincas e fissuras nas paredes com esse reboco.

Por ter uma espessura fina (aproximadamente 5 mm), o gesso requer uma compensação com o dimensionamento certo do material, fazendo camadas mais grossas para que o desempenho acústico do ambiente não seja comprometido. Isso significa que sua aplicação pode ser simples, mas deve ser planejada desde o início para que não haja problemas depois.

Além disso, o gesso é extremamente sensível à água e seu uso tem que ser restrito a locais secos e protegidos de umidade e chuvas. Isso limita os espaços de uma casa onde ele pode ser empregado e exige uma frequência maior de manutenção.

É importante também proteger elementos metálicos que ficarão próximos ao gesso, como caixilhos e tubulações. Uma pintura anticorrosiva deve ser passada nos ferros, pois eles podem ser danificados se os cuidados certos não forem tomados. Em caso de ferrugem, a pintura pode até ser manchada.

Argamassa e gesso têm a mesma finalidade: revestimento e proteção da alvenaria. Porém, é necessário analisar com cautela o material que trará mais benefícios às necessidades da sua construção. Gostou de conhecer as possibilidades de reboco de parede? Conte pra gente nos comentários!