Decoração 23/07/2017  

Revestimento 3D: uma opção prática e moderna para decorar sua casa

O revestimento 3D está em alta no mercado de decoração. Ele se destaca pelo custo-benefício, pela durabilidade e pelo aspecto moderno que traz ao ambiente. Esse revestimento dá uma aparência tridimensional às paredes e pode ser feito de vários materiais. As placas texturizadas contribuem, por exemplo, para o isolamento acústico; sua impermeabilidade faz com que elas sejam também um protetor para a parede, teto ou chão, podendo ser utilizadas em qualquer ambiente interno ou externo.

Tipos de revestimento 3D

As placas podem ser de gesso, PVC, pet, cimento Portland, alumínio e fibras vegetais (como bambu e cana-de-açúcar). Cada um desses materiais indica um tipo diferente de utilização. Como pisos, os modelos são vendidos em metro quadrado.

Gesso

As placas de gesso podem ser aplicadas diretamente sobre a alvenaria nas áreas externas e internas da casa. Esse é o revestimento 3D com melhor custo-benefício.

Créditos: Pinterest

PVC e PET

São os materiais mais explorados no uso do revestimento 3D. Por serem desenvolvidos em liga plástica, são os mais indicados para áreas molhadas. Resistem à água, não propagam mofo nem chamas e são imunes aos cupins. Seu acabamento branco dispensa o uso de tintura.

Cimento

É o revestimento 3D mais resistente. Produzido a partir de blocos de concreto que reproduzem texturas, pode ser colocado em qualquer local e aplicado diretamente na alvenaria.

Alumínio

Semelhantes às pastilhas de inox, as placas de alumínio podem ser aplicadas em superfícies internas e externas. Por serem adesivadas, sua instalação é prática. Seu acabamento escovado impede o reflexo da luz.

Créditos: Studio 1202 e Pinterest

Fibras Naturais

As fibras naturais são recicláveis e de uso exclusivamente interno. Sua instalação é simples, feita com cola de contato ou fita dupla face. Elas são resistentes ao fogo e não absorvem água, mas deve-se evitar o contato tanto do calor quanto da umidade e do vapor excessivo. Por isso, não é recomendável aplicá-las em certas paredes de banheiros e cozinhas.

Créditos: Pinterest

Instalação

A instalação é um dos principais motivos do sucesso do revestimento 3D. Na prática, é um procedimento simples, parecido com o de papel de parede. A aplicação é rápida e não faz sujeira. É só seguir o passo a passo abaixo:

  • Observe se a parede possui caroços, buracos ou depressões que possam colocar em risco a qualidade da instalação e a durabilidade das placas;
  • Limpe a parede com pano úmido para remover impurezas, sujeiras e pó, que possam prejudicar a qualidade da colagem;
  • Com uma trena e um lápis, faça duas linhas na metade do espaço a ser decorado: uma linha na horizontal e outra na vertical. Essas linhas ajudarão a guiar a fixação das placas, mantendo o alinhamento;
  • Se utilizar cola de contato para fixar as placas, aplique-a uniformemente na parede com um pincel. Em seguida, aplique a cola em toda a parte traseira da placa 3D, sem deixar excessos.
  • O espaço entre uma placa e outra será apenas uma fissura muito fina, isto é, praticamente não haverá o que rejuntar.

Se não quiser pintá-las, a instalação estará concluída após a fixação da última placa.

Pintura

Os revestimentos podem ser pintados com tintas comuns à base d’água, látex ou especiais (como as automotivas). Utilize rolo ou pistola para pintar e pincel nos acabamentos. Lembre-se que o painel 3D deve ser instalado antes da pintura.

Limpeza

Em materiais como o PVA, PET, bambu ou alumínio é aconselhável o uso de espanadores ou panos levemente úmidos, sem produtos químicos, para manter as placas limpas. Já nos revestimentos em porcelanato e cimento, use água com sabão ou com detergente neutro.

Esperamos que nossas dicas possam ajudar você. Se tiver alguma dúvida, deixe seu comentário que o Cimento Mauá responde.