Cimento 5/10/2017  

Tipos de argamassa: diferenças entre a usinada e a virada em obra

São diversas as finalidades e os tipos de argamassa disponíveis no mercado da construção civil. Mas é importante saber como será sua produção: usinada, que é a comprada pronta, ou virada em obra, feita no momento da utilização. Descubra a diferença entre as duas opções, as vantagens e desvantagens de cada uma.

Argamassa usinada

É basicamente a argamassa comprada pronta. Na obra, não é necessário adicionar água, pois o fator água/cimento já é dosado pelo fabricante. Ela já vem composta de cimento, areia e aditivos com funções de retenção e incorporação de ar (para não ficar seca, nem sofrer fissuras), que criam bolhas dentro da massa e a deixam mais macia e fácil de ser misturada.

Argamassa virada em obra

É a argamassa feita na obra, isto é, o famoso cimento, cal e areia. A betoneira é utilizada no preparo, e a qualidade do produto final depende dessa mistura. O resultado pode ser uma massa mais dura ou mole, variando de acordo com a finalidade de uso.

Comparativo dos tipos de argamassa

Veja no quadro abaixo as principais características no uso de argamassa usinada e virada em obra:

tabela comparando os tipos de argamassa usinada e virada em obra

Entre os tipos de argamassa, cada uma tem suas qualidades, melhor uso e desvantagens; a escolha vai variar de acordo com o tamanho e as demandas da obra. O ideal é que a pesquisa seja feita pensando particularmente em cada situação, observando as características específicas e as necessidades da obra.